Menu

Unicamp oferece curso de Estruturas de Madeira com 368 horas

0 Comments





A Universidade de Campinas (Unicamp) está oferecendo um curso de extensão profissional em Madeira e Estruturas de Madeira, com início em 05/08/2017 e término em 15/09/2018.

As inscrições se se encerram em 14/07/2017 e devem ser feitas através do site da instituição.

O curso não é gratuito mas é altamente especializado, oferecendo uma grade curricular excepcional para quem pretende atuar na área como calculista de Estruturas Em Madeira.

As matérias oferecidas são:

A CONSTRUÇÃO COM MADEIRA E A SUSTENTABILIDADE
CRESCIMENTO, CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS E IDENTIFICAÇÃO DA MADEIRA
PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DA MADEIRA
TIPOS DE MADEIRA PARA USO ESTRUTURAL E RESPECTIVAS NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CLASSES DE RESISTÊNCIA
BASES DE CÁLCULO PARA O DIMENSIONAMENTO DE ESTRUTURAS DE MADEIRA
ANÁLISE DE DIFERENTES ESQUEMAS ESTRUTURAIS EM TERMOS DE AÇÕES, COMPORTAMENTO ESTRUTURAL E DESLOCAMENTOS
DIMENSIONAMENTO DE PEÇAS DE MADEIRA MACIÇA SUJEITAS A DIFERENTES TIPOS DE ESFORÇOS E A FOGO
DIMENSIONAMENTO DE PEÇAS DE MADEIRA DE SEÇÃO COMPOSTA
DIMENSIONAMENTO DE LIGAÇÕES DE PEÇAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
INTRODUÇÃO AO DIMENSIONAMENTO DE PEÇAS DE MADEIRA LAMINADA COLADA
INTRODUÇÃO AO DIMENSIONAMENTO DE PONTES DE MADEIRA
CÁLCULO DE ESTRUTURAS DE MADEIRA ASSISTIDO POR COMPUTADOR
DURABILIDADE DA MADEIRA E ASPECTOS RELACIONADOS À INSPEÇÃO E INTERVENÇÃO EM ESTRUTURAS DE MADEIRA
DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR APLICADO À PROJETOS DE ESTRUTURAS DE MADEIRA
ELASTICIDADE DE MATERIAIS ORTOTRÓPICOS
SIMULAÇÕES DE ESTRUTURAS DE MADEIRA
DIRETRIZES GERAIS PARA O PROJETO DE ESTRUTURAS DE MADEIRA

Para o profissional de Engenharia que deseja atuar nessa área é uma excelente oportunidade de realizar  estudos avançados com os melhores professores e profissionais da área. Depois de concluir os estudos, além de obter uma excelente reputação por ter uma especialização pela Unicamp, que sempre preza pela qualidade dos cursos oferecidos, o profissional vai estar apto a absorver uma demanda de mercado muito pouco suprida pelos profissionais de engenharia civil

essa foi a dica de hoje!

Grande Abraço!

Eng. Felipe Jacob



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *