Menu

Telhas Sanduíche: Guia completo para escolha, instalação e manutenção

0 Comments

telha sanduíche



Você sabe quando utilizar telhas termoacústicas ( as famosas telhas sanduíche)?

Sabia que se forem instaladas, fixadas ou especificadas incorretamente pode gerar grandes dores de cabeça como goteiras, falha na proteção térmica, e até risco de destelhamento? Em geral o prejuízo é astronômico em casos assim…

Quem vos fala é o Eng. Felipe Jacob e nesse artigo vou mostrar quais são os cuidados mais importantes que você deve tomar na hora de especificar, instalar e realizar manutenções em telhados e fechamentos de telhas sanduíche.

Fase 1: Projeto da cobertura

 1) Certifique-se de que a estrutura foi projetada para receber telhas termoacústicas.

Nem todas as estruturas  foram projetadas para receber telhas termoacústicas, e em caso de instalação em estruturas com geometria ou resistência incompatíveis com a telha, podem surgir patologias gravíssimas, já mencionadas acima.

Caso a estrutura esteja sendo projetada para utilizar telhas sanduíche veja os principais cuidados a serem tomados:

  • Mantenha o  distanciamento entre apoios dentro do permitido.

Telhas termoacústicas devem ser instaladas com distanciamento máximo entre apoios para suportar as cargas de manutenção e de vento sem que ocorra deformações excessivas, e isso depende da geometria da telha e do tamanho da folha de telha. É importante observar que deverão ser consideradas as cargas de vento da região conforme NBR6123/88 para saber exatamente qual o distanciamento máximo entre as telhas. Na dúvida, para edificações baixas (até 12 m) mantenha a sobrecarga admissível em torno de 150kg/m².

Sobrecargas e distanciamento entre telhas sanduíche trapezoidais



Outra característica importante é observar o tipo de material de isolamento:

Isolamento com Poliestireno Expandido EPS (Isopor):  o tipo mais comum encontrado no mercado e também o mais barato em relação aos outros tipos de isolamento. Pode ser encontrado em duas densidades: 13kg/m³ ou 20kg/m³, sendo que o de densidade 20kg/m³ é 18% mais eficiente em isolamento térmico que o de 13kg/m³.

Se o ambiente externo estiver a uma temperatura de 40° C, o ambiente interno estará a 24°C ~ 26°C se aplicado o isolamento de 30mm de espessura de EPS.

Isolamento com Poliuretano Expandido( PU expandido):
São utilizadas quando se deseja melhor desempenho termoacústico que o EPS e podem ser encontrados em PU de alta temperatura e Pu de Baixa Temperatura. O isolamento térmico feito com PU de alta é o que apresenta melhor desempenho entre todos os outros materiais disponíveis. Abaixo uma tabela comparativa entre PU e EPS

 

 

Parâmetro EPS PU (Baixa) PU (alta)
Temperatura no ambiente externo 40°C 40°C 40°C
Temperatura na superfície interna 26,38 °C 25,68 °C 24,96 °C

 

Comprimento das folhas e emendas

As emendas de telhas são os pontos com maior probabilidade de ocorrência de vazamentos caso não sejam seguidas as prescrições corretas durante o projeto.

o primeiro cuidado a ser tomado nesse caso é projetar para que as emendas fiquem exatamente sobre as terças, evitando assim a abertura das telhas por ocasião da ação do vento ou das sobrecargas de manutenção.

o segundo cuidado nesse caso é com relação à superposição longitudinal. A telha superior deve recobrir a telha inferior com no mínimo 250mm para que não ocorra retorno de água. É recomendável que a telha inferior tenha igual recobrimento para isolar totalmente o ponto de emenda.

superposição e ponto de emendas em telhas sanduíche

 

Tipos de proteção anticorrosiva

  • Telhas galvanizadas: Para evitar corrosão, a maior parte das telhas vendidas no mercado são galvanizadas através de banho de zinco por imersão a quente. O banho de zinco oferece à telha a proteção galvânica (catódica) contra corrosão e é o processo mais barato atualmente. a vida útil das telhas vai depender da agressividade da atmosfera na região da instalação.

Vida útil de telhas galvanizadas de acordo com o ambiente

É importante saber qual a camada de zinco depositada na galvanização pois isso influenciará diretamente na vida útil da cobertura. Por exemplo, uma telha que tenha 153g/m² terá uma vida útil média de 15 anos em atmosfera rural, 10 anos em ambiente marítmo, 8 anos em ambiente industrial e 5 anos em ambiente industrial severo. Consulte o fabricante e cheque nessa tabela para não escolher telhas apenas pelo preço.

  • Telhas Galvalume: Além da camada de Zinco, este tipo de proteção conta com uma camada de alumínio (55% do peso da proteção), oferecendo uma proteção por barreira que chega a aumentar em 4x a resistência à corrosão da telha galvanizada.

 

  • Pintura eletrostática: A pintura eletrostática confere estética agradável e resistência à corrosão. Aqui também vale ressaltar que a durabilidade da proteção varia conforme a camada de pintura e o ambiente em que está localizada a cobertura.

 

Fase 2: Instalação e Fixação

Durante a instalação é imprescindível que a equipe realize a fixação correta das telhas, a fim de evitar vazamentos durante a vida útil da cobertura.

Parafusos para fixação de telhas sanduíche

para fixar as telhas termoacústicas são utilizados parafusos auto perfurantes (autobrocantes no jargão do mercado)

Parafusos de fixação:

Devem ter comprimento suficiente para atravessar a espessura das telhas e o isolante, a terça da cobertura e sobrar ainda cerca de 1cm de rosca abaixo da mesa superior da terça.

Devem ser dotados de anel de vedação, que quando pressionado expande-se e com a ajuda do flange de recobrimento impede a passagem de água.

Parafusos auto perfurantes para fixação. Fonte: catálogo Ciser

 

Parafusos de Costura:

Parafusos de costura. Fonte: catálogo Ciser




Como fixar telhas sanduíche

fixação das telhas termoacústicas: Fonte: Manual de Telhas ABCEM

Deve-se fixar as telhas em todas as ondas baixas. Não recomendo em hipótese alguma que se deixe uma onda sem fixação.

Além disso, a costura deve ser feita em toda a extensão das bordas das telhas com um espaçamento máximo de 500mm entre dois parafusos.

Não observar essas recomendações é correr o desnecessário risco de ocorrência de vazamentos durante a utilização da cobertura, devido a uma “economia mesquinha” de parafusos e mão de obra.

 

Fase 3: Manutenção

 

Manuseio e estocagem:

Os cuidados no manuseio e armazenagem são fundamentais: Sempre utilizar luvas para manusear as telhas de aço, sejam elas de folha simples ou termoacústicas.

ao transportar manualmente, utilizar ao menos 2 operários para folhas de até 4 m e no mínimo 3 para folhas entre 4m e 12m

na armazenagem, estocar sobre ripas ou caibros de no mínimo 7 cm, e de preferência em inclinação para que não haja acúmulo de água.

Montagem

Durante a montagem é imprescindível que o operador pise sobre uma chapa rígida para distribuir a carga sobre o telhado. Caso contrário podem ocorrer deformações nas ondas altas e aberturas de parafusos, ocasionando goteiras.

 

 

 

Tags:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *